20/07/2010

As 10 Dietas mais Malucas que existem

engracado124

10. Dieta do Alfabeto
A pessoa pode comer o quanto quiser,mas,a cada semana,apenas alimentos que comecem com uma letra especifica do alfabeto. Na primeira, comidas com A (alface,agrião por exemplo), na segunda,com B (bife,beterraba,etc.) e por aí vai.

Conclusão: Não é apoiada por nenhum nutricionista que se preze, afinal o gordinho só vai perder peso quando chegar nas letras x,y e z


9. Dieta da Mastigação
Bom, nojeira maior num tem, por que essa dieta consiste em mastigar as comidas no mínimo 32 vezes, o suficiente para deixa-los líquidos na boca (argh!). Quando a comida estiverer virado água,só então engula (o.O).Mesmo nojento, o método tem lógica, pois a mastigação ajuda a abosorção do alimento facilitando a digestão.

Conclusão: apesar de corrigir mastigação, ela corrige apenas a parte de mecânica e não força uma reeducação alimentar com comidas naturais e saudáveis.


8. Dieta das Cores
Essa dieta promete perder 3 quilos em apenas uma semana, desde que, a cada dia, o seu prato só tenha uma cor. Um dia apenas com comidas de cor amarela, outro dia de cor vermelha, e assim por diante.
Conclusão:É quase impossível montar uma refeição balanceada com apenas uma cor.

7. Dieta dos dias alternados
As pessoasque recorrem à essa dieta acham que podem enganar o metabolismo comendo tudo que vêem pela frente por 24 horas e passando fome no dia seguinte, o chamado Day Off (dia de folga). No máximo rola uma barrinha de cereais e água.
Conclusão:A pessoa realmente pode até perder peso mas…essa dieta é o chamado efeito sanfona,saiu dela,você volta ao peso original e as vezes até mais!

6. Dieta da Clara de Ovo
Essa dieta ficou famosa quando a ex dançarina do É o Tchan Scheila Carvalho afirmou ter perdido 15 quilos em cerca de um mês. O “segredo” seria comer clara de ovo e batata cozida em todas as principais refeições!
Conclusão: Completamente errada, deixa o corpo sem vários nutrientes e tem efeito sanfona também.

5. Dieta de Jesus (ou dieta da bíblia)
Essa dieta consiste em só comer pratos que rolaram na bíblia. A idéia é que Cristo seria um exemplo de boa alimentação,ao comer bastante peixe,pouca carne e tudo de forma moderada.
Conclusão: O regime celestial faz de fato,um baita sucesso mas segundo nutricionistas, ele deixa vitaminas essenciais ao organismo de lado.

4. Dieta do Alho com Pinga
Neste regime se deve beber uma colherinha de uma mistura de alho triturado e cachaça três vezes ao dia,durante as refeições.
Conclusão: Ao longo do tempo essa mistura pode acabar com alguns órgãos como fígado e estômago,ou seja,arranje outra desculpa para entornar a “marvada”.

3. Dieta do Flash

Essa dieta se baseia em você tirar fotos dos alimentos que você ingere.A idéia é simples: vendo tudo que comeu em uma refeição,o discípulo de Jô Soares percebe o exagero e acaba maneirando no dia seguinte.
Conclusão: Fora ao impacto psicológico que as fotos causam, não existe nenhuma reeducação alimentar, a pessoa apenas passa à comer menos besteiras.

2. Dieta da Tênia
Essa dieta de fato existe! Para quem não conhece tênia é um vermezinho também conhecido como solitária. Muito popular no século 19, pílulas supostamente com esse verme eram vendidas aos montes na Europa. A ligação entre o verme a perda de peso não passa de uma baita mentira, mas, tem quem ainda leve fé.
Conclusão: Além de não acabar com a banha do infeliz, vermes no intestino podem causar náuseas, dores de cabeça, infecções e diarréia.

1. Dieta da Luz
A rolha de poço vai parando de comer qualquer alimento sólido e passa a se alimentar apenas de líquidos e luz solar. Também conhecido como dieta da respiração, a idéia é que a energia cósmica que chega através do ar e da luz solar, teria todos os nutrientes necessários para o organismo.
Conclusão: Bom…nem precisa dizer que não funciona, a “pobre alma” que resolve seguir essa dieta passa por fome, tontura, fome, insônia, fome, fome e por fim pode morrer (de fome).

Pra mim, a maneira mais fácil de ficar com o corpo malhado é contrair vitiligo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário